27 de novembro de 2020

ANS divulga lista de operadoras selecionadas para o Projeto Cuidado Integral à Saúde

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) divulgou nesta quarta-feira (14/10) a relação de operadoras selecionadas para o Projeto Cuidado Integral à Saúde, parceria da ANS com o Institute for HealthCare Improvement (IHI), a Sociedade Brasileira de Medicina de Família e Comunidade – SBMFC e o Hospital Alemão Oswaldo Cruz – HAOC. A Iniciativa faz parte do Programa de Certificação de Boas Práticas em Atenção à Saúde (PCBP) e é uma fase preparatória para a solicitação da certificação em Atenção Primária à Saúde (APS).

O projeto terá duração de 36 meses e tem o objetivo de acompanhar e consolidar as experiências de operadoras que estejam implementando ou já implementaram um modelo de Atenção Primária à Saúde. Ao todo, 47 instituições se inscreveram para participar, sendo selecionadas 19 operadoras e uma entidade representativa de operadoras. Destas, dez são acreditadas pelo Programa de Acreditação de Operadoras.

Segundo a gerente de Estímulo à Inovação e Avaliação da Qualidade Setorial, Ana Paula Cavalcante, os candidatos foram selecionados com o intuito de contemplar a maior representatividade e diversidade possíveis do setor, o que permite o acompanhamento e análise do seu desenvolvimento em vários contextos do País. “Os projetos foram classificados a partir das notas obtidas por meio de avaliação quantitativa e qualitativa, levando em conta a diversidade do setor de saúde suplementar”, explicou.

A seleção considerou a área geográfica do projeto, o porte, a modalidade da operadora, a rede disponibilizada, o esforço no desenvolvimento do projeto, a capacidade de ampliação da cobertura da APS e o impacto futuro do projeto.

Dos 47 inscritos, cinco não cumpriram os requisitos para participar da seleção; dessa forma, 22 operadoras encontram-se em lista de espera e terão chance de serem convocadas em caso de desistência.

O edital do Projeto Cuidado Integral à Saúde – Projetos-Piloto em Atenção Primária à Saúde (APS) – foi lançado em 27 de fevereiro de 2020, porém, foi suspenso em 19 de março de 2020 por conta da pandemia de COVID-19, tendo sido reaberto no dia 27/07/2020. As inscrições puderam ser realizadas até o dia 28/08/2020.

Sobre a Certificação em Atenção Primária à Saúde (APS)

O Programa de Certificação em Atenção Primária à Saúde (APS) propõe um modelo inovador para a reorganização da porta de entrada na saúde suplementar com base em cuidados primários em saúde. A proposta é estimular a qualificação, o fortalecimento e a reorganização da atenção primária, por onde os pacientes devem ingressar preferencialmente no sistema de saúde. O programa prevê a concessão de um certificado às operadoras de planos de saúde que cumprirem os requisitos pré-estabelecidos nessa estratégia e é destinado apenas às operadoras de planos de saúde, que podem participar de duas formas: obtendo a certificação em APS ou implantando projetos-piloto em APS.

Perfil dos classificados:
Dos selecionados, 60% são cooperativas médicas.

modalidade

Segundo o porte, 26% das operadoras selecionadas é de médio porte

porte

A região sudeste é a que tem a maior quantidade de projetos selecionados. Há previsão de projetos que ocorrerão em mais de uma região.

area atuaçao 002

Confira a lista das instituições selecionadas:

imprensa operadoras aps lista web

Distribuição dos projetos selecionados e suas áreas geográficas de atuação:

porte regiao 002

 

Fonte: ANS

Equipe A4Quality

Equipe A4Quality

Publicado pela Equipe de Comunicação da A4Quality

Veja todas as publicações

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *